Quartel

Home / Quartel

ETAPAS DO NOVO QUARTEL

Equacionada a necessidade de implementar medidas que conduzissem à construção de um novo Quartel-Sede, a direcção liderada por João Soares, partiu para a grande aventura. Uma iniciativa de tão grande vulto é sempre difícil mas, quando se parte do nada, é sempre um incomensurável abismo que é preciso transpor. Havia que sensibilizar mentalidades, transpor os portais do poder, escalar as montanhas da burocracia e fazer ouvidos moucos às vozes do desânimo. Para estas maleitas sobrava só um antídoto: coragem e determinação.

E foi com este emblema na lapela, que a direcção partiu à conquista do Novo Quartel.
A primeira etapa cumpria-se a 5 de Junho de 1997, quando a direcção dos BVM, informa o Serviço Nacional de Bombeiros da intenção de construir um novo quartel, solicitando a vinda de um técnico à cidade de Mangualde, com a finalidade de emitir parecer sobre o terreno indigitado para a construção.

A 29 de Junho do mesmo ano é assinado um Protocolo com a Câmara Municipal de Mangualde, em que fica expressa a indispensável colaboração, disponibilizando a autarquia o direito de superfície, pelo prazo de 99 anos, de uma parcela de terreno com a área de 5 800 metros quadrados.

O técnico do Serviço Nacional de Bombeiros desloca-se a Mangualde em 21 de Agosto de 1997, inspecciona o terreno, faz o seu levantamento e aprovação por aquele organismo chega a 25 de Setembro seguinte.
A 30 de Março de 1998, a Câmara Municipal de Mangualde aprova o projecto de arquitectura, que em 17 de Abril é remetido ao Serviço Nacional de Bombeiros com pedido de aprovação. Não tarda a resposta do SNB sobre o projecto, que a 8 de Maio informa sobre a sua aprovação e consequente envio ao GEPI-Ministério da Administração Interna.

A Câmara Municipal de Mangualde aprova e licencia a obra, no dia 14 de Dezembro de 1998.
O terreno para implantação do novo Quartel-Sede, para além de ter de ser dotado de uma área útil considerável, necessita que os seus limites tenham uma configuração regular, tanto quanto possível, e daí, a necessidade de encetar contactos com diversos confinantes. A área principal, 33 310 metros quadrados, foi adquirida à Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, por escritura de 19 de Março de 1999. Outros proprietários de pequenas parcelas acordaram com a direcção fazer vendas, permutas e estabelecer limites. Aqui, felizmente, imperaram as boas vontades, o que não iria acontecer em todo o processo.

A 9 de Agosto de 1999, chega a informação do GEPI relativa à aprovação do projecto para construção civil e instalações especiais do Quartel dos Bombeiros Voluntários de Mangualde, e a 20 de Outubro seguinte, em cerimónia ocorrida nos Paços do Concelho, fica protocolado o regime de comparticipações financeiras entre o GEPI, a Câmara Municipal e os Bombeiros Voluntários de Mangualde. Depois, foi a formulação e aprovação do concurso de adjudicação, cujo anúncio público viria a ser publicado na III série do nº 54 do Diário da República.

A Comissão de Abertura de Propostas uma vez constituída viria a reunir-se a 18 de Setembro de 2002, para análise das propostas apresentadas. Concluído o período de reclamação por parte dos concorrentes preteridos, a construção no novo Quartel-Sede seria adjudicada à firma selecionada, contrato que haveria de ser formalizado por ambas as partes em 6 de Maio de 2003.

A vinte e nove de Junho de 2003, dia em que os Bombeiros Voluntários de Mangualde celebraram 74 anos de vida, acontece a cerimónia oficial do lançamento da primeira pedra.
E do chão pedregoso das Lajes da Igreja, no Lugar da Lavandeira, eis que se ergue um novo e modelar quartel!…
A inauguração teve lugar no dia 01 de Julho de 2007.